Sala ambiente

Sala ambiente
Língua Portuguesa

O Projeto Liderança nas Escolas e a gestão em sala de aula


O Projeto Liderança nas Escolas e a gestão em sala de aula
                A gestão de sala aula é um assunto relativamente novo, quase não é possível encontrar literatura relacionada a esse assunto. Este entretanto foi o foco da direção escolar partindo das orientações oferecidas pelo Projeto Lideranças nas Escolas, que por meio de parcerias entre escolas brasileiras e britânicas buscam trocar experiências a fim de aperfeiçoa a prática escolar em vários aspectos com o foco te atingir o ensino e aprendizagem criando cidadãos internacionais.  
                O Projeto Lideranças nas Escolas trouxe a proposta de mudança na gestão administrativa que refletisse na atividade docente. Desde então, a gestão de sala de aula assumiu um papel diferenciado nas práticas da escola. A rotina em sala de aula então a sofrer mudanças, a presença da direção assistindo as aulas revelava pontos a serem mudados.
            Surge então a necessidade de se criar o planejamento coletivo, realizado uma vez por semana com a presença da direção e coordenação pedagógica. A primeira hora é utilizada para se fazer repasses, conselhos, avaliação do PPP (Projeto Político Pedagógico) e PEA (Projeto de Ensino e Aprendizagem), no segundo acontece o atendimento pedagógico a cada professor. A partir desta rotina foi elaborada uma nova estrutura de planejamento, formação continuada exclusiva, que passou a atender a necessidade do professor em sala de aula. Este foi um importante passo para a reorganização da prática docente.
            Detectou-se que o tempo de duração das aulas era deficiente. Nos quarenta e oito minutos o professor perdia aproximadamente quinze minutos para trocar de sala, reorganizar a sala e os alunos, fazer chamada. Quando a aula começava, ele passava o tempo restante para fazer todo o desenvolvimento pertinente. Não era suficiente! A solução foi então foi elevar o tempo de aula para uma hora, sendo ela geminada (tornando-se duas horas). Com este tempo a estratégia de ensino se aperfeiçoou, o professor passa a ter tempo de oferecer um ensino de qualidade, com apresentação, desenvolvimento e conclusão dos objetivos propostos.
            Esta nova realidade permitiu-se criar a tão “sonhada” salas ambientes. O professor na organização de seu espaço tem agora a oportunidade de propiciar realmente um espaço de aprendizagem. A sala de português tem sua textoteca, em matemática as figuras geométricas ficam visíveis o tempo todo, biologia tem um minilaboratório. Estes são só alguns exemplos. A aprendizagem agora esta sempre acessível, em cartazes, trabalhos dos próprios alunos, material produzido pelo docente. A escola assumiu uma nova personalidade.      
             A gestão destes fatores: tempo, planejamento e ambiente contribuiu para a melhora do ensino e aprendizagem. A indisciplina diminuiu de forma significativa. Os alunos agora se sentem parte da escola e responsáveis por ela. A ordenação do espaço de aprendizagem seja ele formal ou não é necessário, a sala de aula pode ser comprada a uma empresa que para se desenvolver precisa de um planejamento bem feito e administrado. É preciso ressaltar que nos quase três anos de Projeto Liderança nas Escolas a unidade escolar Presidente Costa e Silva passou e passa por um processo onde a equipe procura visualizar não problemas, mas desafios a ser superados.